Um CICLO chamado MARATONA

Data: 10-OUT-2019   |     525

Fala galera! Tudo bem com vocês?
Hoje eu vim dividir um pouco do que passei nos últimos meses! Sim! Meses! Não vim falar sobre minha maratona, nem o que senti durante a prova, dificuldades... Não! Nada disso! Vim hoje dividir o que de fato foi um desafio pra mim: O CICLO para a Maratona, ou para quem ainda é pouco familiarizado com os dizeres, vim resenhar um pouco sobre o processo de treinamento para a Maratona!
Pois bem, vamos lá!
Fala-se em Maratona e a gente já pensa naquele sofrimento, dores e câimbras acomentidos ao longo de 42.195 metros! Mas cheguei da minha segunda maratona há exatos 10 dias e minha chegada na verdade foi antes mesmo de soltar meu Garmin para os 42k! Minha chegada foi a um passo do pórtico onde às 7h da manhã de 22 de Setembro seria dada a largada da Maratona de Buenos Aires!
Quem já fez maratona, vai entender bem o que quero dizer! O Ciclo de treinamento é de fato o grande desafio! Sou amadora, tenho cerca de 22h do meu dia todas voltadas às demais atividades e apenas 2h em que me dedico à corrida! E mesmo assim algum parafuso se perde dentro da cabeça e decidimos fazer uma Maratona! E o que tivemos no ciclo?! De TUDO um MUITO! Treinos de velocidade, longos, dias de dores, medos, vários desses dias pirei! Mais medo, dúvidas, aquele questionamento de por que raios inventei correr 42k de novo! Eu disse que não faria mais essa insanidade! E lá estava eu! Como se não bastasse, trabalho, problemas, enfim... Tudo que todos nós amadores enfrentamos! Mas... O que eu quero passar aqui hoje não é isso! Quero falar de quanta coisa boa pode nos acontecer durante um processo tão difícil, basta conseguir enxergar isso! Mas calma! Falando assim pareço "a equilibrada" né?! Não! Eu surtei algumas vezes, várias hahaha! E tá tudo bem! O processo muitas vezes para deixar aprendizado exige que a gente vá até nosso limite! Só assim a gente vai conseguir enxergar pontos que não seriam notados se tudo tivesse lindo! E comigo foi assim! Durante o ciclo que em si já exige bastante, me lesionei! Sim! Fascite plantar! Essa bendita que até então eu só ouvia falar! E que coisinha chata! Enrolada para sarar, sabe?! Aí começaram os desafios! Mais dores que o normal a ponto de eu já nem saber se deveria seguir! Médico, exame, treino! Dor, medo, treino! Durante o ciclo tive uma segunda lesão, ainda com a primeira em fase de tratamento! No mesmo pé! A esse ponto eu já tinha até raiva de ouvir a palavra MARATONA! Mas lá no fundo eu sabia que o processo seria a grande sacada! E claro, tudo que é sobrecarregado, não aguenta! O outro pé machucou! Perdi treino, longos importantes, gelo?! A cada 2h lá estava eu com o pé dentro do balde! E assim fomos arrastando o ciclo! Só que em meio a tudo isso, nesses 3 meses vieram MUITAS coisas boas! Amigos, atitudes singelas e carregadas de carinho! Situações que me fizeram ver que o ciclo de uma Maratona vai muito além de treinar para percorrer uma a quilometragem alta! Acho que nesse ciclo aprendi e acredito ainda mais no poder do pensamento! No poder que existe por trás de mentalizar algo que se quer, algo de qual não queremos desistir! Confesso que não morro de amores por maratona! Hoje tô numa fase em que sou apaixonada por treinos de pista e a rotina de treinamento é definitivamente minha paixão! Então o desafio foi grande! Subir volume, desapegar do Pace que naturalmente fica mais lento quando se trata de volume, acostumar com rodagens em dias que seriam fartlek e por aí vai! Não! Não consegui lidar com tudo de forma plena! Sem meus amigos eu nem sei se teria participado da prova! Nem sei também se eles têm consciência disso!
Li uma frase onde dizia assim: a verdadeira conquista está na jornada! E esses 3 meses me mostraram isso! Chegar ali dia 22 e correr foi fácil! Eu sequer sofri! Fui com medo, medo de machucar mais! Senti dor sim! Mas foi tudo tão brando perto de toda experiência que tive nos meses que a antecederam!
Foi Incrível! Quando me perguntam sobre a maratona, digo que foi um ciclo incrível! Aprendi muito, que nem tudo DEPENDE de nós. Algumas coisas fugirão sempre do nosso controle, é a vida! Mas amigos de verdade farão toda diferença, mesmo que nem eles saibam disso! Que seu pensamento, sua determinação e sua garra vão te levar exatamente até aonde você deixá- las ir! E que pirar não é errado, é humano! Mas que fique claro que depois que você voltar ao normal, só caberá a você a atitude a ser tomada diante da situação! Parar?! Continuar?! A decisão é sua! O que você vai querer lembrar quando voltar no tempo?! De um ciclo difícil, mas cheio de aprendizado ou de uma Maratona que podia ter acontecido mas que você desistiu antes mesmo de pirar e aprender a se equilibrar novamente?!
Pra mim ficou essa lição! Se trata da sua resiliência, da sua persistência, teimosia, do seu "querer", das pessoas que você permite estar em sua vida, elas farão a diferença! Se trata de você mesmo com todos os medos, acreditar lá no fundo que vai dar, que o processo vai valer a pena! Trata-se de ouvir sua intuição! Surtar, reequilibrar, seguir e pensar em cada dia, cada passo! "Quebre" seus desafios! Acada dia apenas àquele dia, e basta! Eu hoje resumo meu ciclo em algo bem simples: adversidade só vem pra mostrar que a gente é capaz, só depende de nós enxergar isso e não desistir!
E claro, passar pelo pórtico após 42.195m será sempre uma invasão dos melhores e mais indescritíveis sentimentos que um atleta poderá sentir!
Por hoje é isso meus queridos! Um beijo e até a próxima!

"

Escrito por Tatiana Gois

31 anos, Analista de Sistemas
Atleta e Amante de Corrida de Rua.
Pra mim CORRER é viver em sua plenitude!...


  



conhecer Tatiana Gois

Gostou da matéria?
Cadastre-se em nossa newsletter

5 DICAS QUE PODEM AJUDAR NO LONGÃO.

5 DICAS QUE PODEM AJUDAR NO LONGÃO.

Confira aqui dicas que podem te ajudar nos treinos, você vai achar a última loucura......

continuar lendo

Importância da musculatura do quadril na corrida

Importância da musculatura do quadril na corrida

A musculatura do quadril é extremamente importante durante a corrida, falando especificamente dos extensores de quadril o Glúteo...

continuar lendo

Oração do corredor

Oração do corredor

Gravei essa oração com muito amor e deixei disponível no meu canal do Youtube pra você compartilhar com seus amigos corredores...

continuar lendo

Mari Ultra - Circuito Mata Atlântica de Minas

Mari Ultra - Circuito Mata Atlântica de Minas

Câncer de pele - Ultramaratonista Marilélia Rocha corre sem fins lucrativos em uma campanha para o alertar a população. Desta ...

continuar lendo

Canelite - A número 1 dos corredores

Canelite - A número 1 dos corredores

Cá estamos mais uma vez para mais um post sobre mais uma lesão que atinge os corredores . Dessa vez chegou a hora de falar da ...

continuar lendo