Maratona é igual Matrix, não tem como explicar!

Data: 17-OUT-2019   |     243

Dia 29 de setembro teve a Maratona Internacional de Foz do Iguaçu e foi a minha décima experiência na distância! O que posso dizer sobre essa prova?

Você tem que SENTIR! Inclusive, tem um vídeo no meu canal do YouTube, dá uma olhada lá!

Minha amiga Marina comentou:
“Vc coloca a gente dentro da prova, junto com vc! Vi as borboletas, as cataratas, a torcida das pessoas... Vc nos inspira cada vez mais! Nos motiva a querer experimentar essa sensação e a receber essa energia!”

Sabe como é, né… A gente que corre maratona quer que todo mundo corra também, pois é uma lição de vida! Acontece tanta coisa em 42 quilômetros que você consegue refletir sobre a sua vida inteira numa prova!

No vídeo eu comento que a felicidade está no caminho! Sim, completar uma maratona é algo surreal, incrível - e já estou emocionada escrevendo pra você - mas não podemos achar que só alcançaremos a felicidade quando apertarmos o “stop” no relógio e colocarmos a medalha no pescoço, ou então que a felicidade está lá naquele pote de ouro no fim do arco-íris! A felicidade está no espaço de tempo! Devemos aproveitar toda a trajetória, refletir durante os meses de treinamento, curtir cada centímetro da prova, pois cada momento é ÚNICO!

Nessa prova eu larguei lá no fundão, estava com um relógio novo e apertei o botão errado pra começar a correr, não conseguia ver em qual pace eu estava, deu tudo “errado”, mas sabe que foi a melhor coisa que me aconteceu? Eu não me prendi a velocidade, pace, cadência, simplesmente APRECIEI todo o percurso, conheci pessoas novas, reencontrei amigos corredores! Foi lindo! O fone também era novo, não consegui sincronizar minha playlist, ou não liguei o bluetooth, sei lá, mas também foi ótimo ter corrido sem música, pois eu fiquei no momento presente! Eu ouvia a galera nos ônibus gritando, vibrando, os staffs dando aquela força! Uma moça me chamou pelo nome de cima do busão, foi tão legal! Se tivesse com fone não teria ouvido! Coisa que nas minhas maratonas anteriores eu não reparava porque ficava bitolada no pace, só olhando no relógio ou me concentrando na música pra não pensar negativo!

Do km 31 até o 41 é uma parte bem agradável, com sombra, dentro do Parque das Cataratas! Que maravilha aqueles 10 km com cheirinho de mato, longe daquela barulheira de carros ou muvuca na largada! É a tal da meditação em movimento que sempre digo! É você com você, alguns corredores concentrados apenas! Correr lá atrás tem suas vantagens!

É ÓBVIO que quero melhorar meu tempo em maratonas, não é fácil você colocar seu corpo pra trabalhar durante 5 horas seguidas! Eu sofri bem menos em outras maratonas, mas sei das minhas limitações e o que passei nesses últimos meses. Não ia adiantar querer recuperar o pace e/ou o peso porque já estava feita a esbórnia gastronômica!

Ouvi dizer que quando a gente corre, o impacto do peso no nosso corpo duplica ou até triplica de peso, então, já viu o “peso do peso”, né! Carregar 1 saco de arroz em cada perna durante 42 km não é lá uma maravilha, então decidi que tenho que criar vergonha na cara se quiser baixar meu tempo em maratonas, mas tudo tem sua hora para acontecer e eu ainda estava me libertando de alguns traumas do passado. E essa décima maratona veio realmente pra fechar o ciclo e me abrir para o novo!

Admiro muito quem consegue fazer em menos de 4 horas uma maratona, acho que é o sonho de todo amador, né? Na minha primeira maratona eu queria esse objetivo e fiquei frustrada com o tempo final de 4:05’16! E não aproveitei a trajetória! Só queria ter alcançado esse tão sonhado número! Mas, como sempre digo, “nada é por acaso”, se eu tivesse alcançado a meta de ser sub 4 horas na minha primeira mara, não teria feito outras 9 e não teria aprendido tanto com essa distância! Mas tem que estar muito focado, ter disciplina pra não se abalar diante das dificuldades da vida - porque dificilmente será um mar de rosas - todo mundo tem seus perrengues diários e mata seus leões todos os dias em busca de um objetivo. Já tive a honra de fazer algumas maratonas abaixo de 4 horas, mas depois dessa de Foz do Iguaçu eu realmente percebi que não é o tempo que eu demoro que vai me dar bônus ou status e sim quantos corações eu toquei nesses 42 km! O verdadeiro campeão é esse!

Acho interessante a pessoa que quer fazer uma maratona colocar alguma meta sim, mas que isso aconteça de forma natural, sem pressão e, acima de tudo, que a pessoa tenha sensibilidade de agradecer a tudo que a "Senhora" Maratona preparou pra ela, porque senão não vai adiantar nada todo seu esforço, noites mal dormidas, levantar da cama nas madrugadas frias ou fazer um longão inteiro na chuva!

Você deve ter suas ambições SIM, mas que isso não se torne um fardo pra você nem para os seus! Seja leve, respeite seu biotipo, esteja ciente de suas limitações, porque, se você não criar expectativas, com certeza irá se surpreender com o resultado depois!

E as borboletas do Parque das Cataratas? Nunca vi tanta borboleta junta na minha vida! Parecia que elas estavam dançando! Maravilhoso de ver e contemplar! Já dizia Fernando Anitelli: “Borboleta parece flor que o vento tirou pra dançar”. Curiosamente, todos os animais vem trazer uma mensagem para nós, e a borboleta nos ensina que estamos passando por um Encerramento de ciclos. Quando cheguei no meu trabalho, um gatinho que eu cuidava lá havia desaparecido. Meus colegas de trabalho cuidaram das minhas crianças enquanto eu estive fora, mas foi só eu viajar que o Nestor se foi. Os gatos têm uma sabedoria incrível e são tão evoluídos que, quando chega a sua hora, eles se afastam e vão morrer longe do dono para que ele não sofra. E o meu coalinha de pantufa cumpriu sua missão.

Adorei ter feito uma maratona completamente diferente do que eu estava acostumada! Parecia que eu estava treinando! O percurso é bem difícil, com muitas subidas! A gente larga na Usina Hidrelétrica Itaipu e chega no Parque das Cataratas.

Não é aquelas provas que retornam no mesmo lugar e você diz: “O bom é que tudo que sobe, desce”. Você praticamente só sobe! A minha meta foi de não andar e eu consegui alcançar esse objetivo! Além de estar treinada (finalmente perdi o medo das subidas), estava bem nutrida (embora vários kg acima do peso) e suplementada! Aproveito a oportunidade para agradecer aos profissionais que sempre me apoiam: Morgana, minha treinadora há 5 anos, família cOz com a Ozonioterapia e reposição hormonal, nutricionista Camila Geraldi, Santa Farma e Manipulação, MZ Sport, Academia Pró Forma, Rafael Rinaldi Quiropraxia e agora DJRI Suplementos, que vai me ajudar a dar uma secada para a próxima Mara que será a Maratona do Exército no dia 24 de maio de 2020!

Se você não estiver com a cabeça boa, não vai chegar a lugar algum. Que mérito há se você fizer um tempo x, mas não aprender nada com isso? Essa foi a minha prova mais demorada, mas se a felicidade está no caminho, então eu fui mais feliz, correto?



Vi o resultado oficial, fui 5 horas, 2 minutos e 59 segundos feliz!



21 - 2681 CORREGABS MARILIA GABRIELA MASSETTO - 05:02:59 - 05:03:34



Vejo o quanto evoluí nessa trajetória! JAMAIS colocaria esse tempo nos Stories ou num post para um blog porque nunca estava satisfeita comigo, hoje tenho maior orgulho de falar que fiz uma maratona em mais de 5 horas!

Já dizia Morpheus para Neo: "Eu não posso te explicar o que é Matrix, você tem que ver por si mesmo."

E eu te digo que se você quer experimentar uma outra vida, faça uma maratona!

Uma prova LINDA e MUITO BEM organizada pelo SESC!

"Maratona de Foz é uma que você pode bater no peito e dizer que concluiu" (Sergio Rocha - Corrida no Ar)

"

Escrito por Marília Gabriela Massetto

Marília Gabriela Massetto, "CorreGabs" 37 anos, esposa do Fábio.
10 maratonas e algumas centenas de medalhas (nunca contei!)
Tenho um canal recente no YouTube em que falo de corrida, energias, mindfulness e mais umas coisas loucas, tudo numa coisa só!
Porque tá tudo conectado!...


        



conhecer Marília Gabriela Massetto

Gostou da matéria?
Cadastre-se em nossa newsletter

Não

Não "quebre" na prova - 15 dicas

Você já ouviu a expressão: “quebrei” em treinos ou principalmente em provas de corrida de rua?

A “quebra” co...

continuar lendo

Trekking: dicas pra te salvar de passar perrengue

Trekking: dicas pra te salvar de passar perrengue

Em um mundo onde o cenário urbano é cada vez mais predominante, as atividades ao ar livre, em meio à natureza, chamam a atenç...

continuar lendo

06 dicas para completar uma maratona com sucesso

06 dicas para completar uma maratona com sucesso

A corrida de rua tem feito parte da vida de um grande número de pessoas. Alguns em busca da melhor qualidade de vida, outros, em ...

continuar lendo

O PODER DE INFLUENCIAR

O PODER DE INFLUENCIAR

Antes, ao ligar a TV, era comum ver alguma celebridade aparecer na divulgação de eventos e produtos para os telespectadores: el...

continuar lendo

Um CICLO chamado MARATONA

Um CICLO chamado MARATONA

Fala galera! Tudo bem com vocês?
Hoje eu vim dividir um pouco do que passei nos últimos meses! Sim! Meses! Não vim falar ...

continuar lendo