Seduzido e abusado pela Maratona

Data: 04-JUN-2019   |     136

Relaxe, você não está em uma página de notícias policias.
Todas(os) atletas maratonistas que já correram ou pretendem correr mais de uma maratona (42,195km) é porque foram vítimas de sedução e abuso causado pela maratona.
Eu sou um das milhões de vítimas pelo mundo, somando 18 maratonas até então.
A psicologia tem uma definição: trata-se de um estado psicológico particular em que uma pessoa, submetida a um tempo prolongado de intimidação, passa a ter simpatia e até mesmo amor ou amizade perante o seu agressor.

Mas esta é a definição da Síndrome de Estocolmo (Stockholmssyndromet em sueco). Eu me identifico muito com a síndrome de Estocolmo, afinal são 12 semanas de treinos diários, uma, duas ou até três vezes ao dia, seja treinos de corrida, bike, natação, pilates e fortalecimento na academia, aliados a isso tem a fisioterapia, a crioterapia (30min dentro do tambor com agua e muito gelo após os longões de sábado) e a massagem desportiva (a parte mais dolorida do processo). Os treinos intervalados de corrida, me causam uma sensação de que está acabando o oxigênio do planeta.

Os treinos longos me trazem preocupação durante toda a semana anterior, e após 25°km a musculatura chora e a mente empurra o corpo para o final do treino.
O orçamento familiar sofre um grande impacto durante a preparação com diversos custos adicionais que uma maratona exige, muitas vezes correr uma maratona exige que viaje e durma em hotel. Mas entenda que eu adoro todo este processo de sacrifício (abuso), os gastos se transformam em investimento, os incômodos no corpo se tornam respostas de um treino bem realizado, a mente cansada é a certeza de que tudo vai valer a pena no final. Mas não ouso me iludir, afinal explicar o porquê eu faço tudo isto a uma outra pessoa, sendo que eu nem tenho chances de ganhar a prova é o mesmo que você querer entender como a vítima se apaixona pelo seu sequestrador.
Portanto, somente quem experimentou o sentimento de cruzar a linha de chegada de uma maratona poderá compreender o poder de sedução desta distância, ao ponto de despertar um novo desejo em refazer todo o processo novamente.

"

Escrito por Cleber Isbin

Sou o Cleber Isbin, após um passado sombrio como usuário de drogas e o desejo de retirar a minha vida, foi através das corridas que eu encontrei prazer para continuar vivo e uma fonte interna de prazer e desafios.

Hoje aos 37 anos, e há 10 anos limpo de álcool e drogas eu me tornei um ultramaratonista e autor da autobiografia - Correndo das Drogas Resultados mais expressivos. ...



     



conhecer Cleber Isbin

Gostou da matéria?
Cadastre-se em nossa newsletter

META ATINGIDA! Relato sobre a prova e projeto

META ATINGIDA! Relato sobre a prova e projeto "Eu corro! Você ajuda!"


Como dizem por aí: Senta que lá vem textão!

Quando decidi que a terceira edição do projeto EU CORRO! VOCÊ...

continuar lendo

Mente inabalável, corpo imparável: Como treinar a mente pode lhe ajudar a correr melhor no dia da prova

Mente inabalável, corpo imparável: Como treinar a mente pode lhe ajudar a correr melhor no dia da prova

Falaa, guerreiros e guerreiras! Tudo bem com vocês?!
Gratidão por estarem aqui!

Hoje vamos falar de algo que afe...

continuar lendo

O terror dos Corredores

O terror dos Corredores

Fala Meus queridos tudo bem com vocês?

Cá estou eu mais uma vez para falar de um assunto que pode te ajudar e muito ...

continuar lendo

03 Dicas para escolher sua mochila de hidratação

03 Dicas para escolher sua mochila de hidratação

Frequentemente, vejo corredores receosos e até mesmo resistentes em correr com mochila de hidratação. As dificuldades citadas s...

continuar lendo

 Do Abismo ao Pico: a inigualável beleza das das ultramaratonas

Do Abismo ao Pico: a inigualável beleza das das ultramaratonas

58km já haviam passado.

Estava cansado, com dores generalizadas e, incrivelmente, só.
...

continuar lendo

-->